segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

[BOOKTAG] QUANTOS LIVROS VOCÊ TEM?

Fui desafiada pela @jeehtc no ig para postar a quantidade de livros que temos.

Adorei o desafio, pois acabou finalizando o meu ano de 2015 e o que falar sobre esse ano que está acabando e todo mundo dando graças a Deus por isso?

Foi um ano difícil e como foi, hein?!, passei por tantos momentos difíceis, solitários e estranhos, mas também amadureci MUITO, cresci profissionalmente e aprendi a valorizar pequenas coisas e atitudes. Aprendi a valorizar os verdadeiros amigos, aqueles que não te abandonam nem quando você está insuportável, escutando Taylor Swift, Sam Smith, Ed Sheeran, Pablo e enlouquecendo o mundo.Aprendi que não importa o quão difícil esteja, você precisa lembrar dos bons momentos, pois são eles que vão te fazer seguir em frente.
Digamos que eu tenha levado porrada esse ano INTEIRO, sem folga haha
Muitas vezes por escolhas e erros que cometi, outras vezes porque não temos como lutar contra a trajetória da vida, mas foi um ano de aprendizado intenso, de auto conhecimento e digo com toda a certeza: tenho todos os motivos para odiar 2015, mas escrevo isso sorrindo e feliz por saber que consegui passar por ele de cabeça erguida, salto alto, limpando algumas lágrimas, é claro, mas sempre pensando positivo e com pessoas maravilhosas ao meu lado!


Mas agora, voltando ao meu ano literário...
No final do ano passado, não sei quem ainda lembra disso, mas no meu ig pessoal postei uma foto com uma pilha de livros quase chegando no teto com a seguinte frase:


"Meta para 2015: chegar até o teto"

Tentei fazer a mesma coisa esse ano, mas não deu certo, meus livros caíram e foi um DESASTRE total. Como sou brasileira, persisti na tentativa por três vezes seguidas, mas quando finalmente percebi que não teria sucesso na missão me dei por vencida. Mas pelos meus cálculos mentais consegui bater essa meta e depois dobrar a meta olha aí, presidente Dilma


Agora a minha meta para 2016 é:
"Uma estante nova, por favor"



Termino esse ano com 232 livros e muito orgulhosa da minha estante e leituras.

Também consegui terminar a minha meta de leitura de 2015 (oooooba) com 55 livros lidos no ano.

Tenho muitas metas para 2016, muitas mesmo: família, felicidade, cuidar e pensar mais em mim, emprego novo PFVR, carro PFVRPFVRPFVR, estante nova, livros e mais livros, juntar dinheiro para me tornar empreendedora, ajudar as pessoas, mudar o mundo e sempre continuar com essa mente sonhadora que não para de trabalhar nunca hahaha


É ÓBVIO que não conseguirei realizar todas, mas vou batalhar com afinco para conseguir e sempre, sempre mesmo agradecendo a Deus pelos resultados, positivos ou negativos.


Desejo que vocês tenham um ótimo final de ano, ótimas festas, ótimos momentos. Essa é a nossa última postagem do ano no blog, mas no ig (@nossaressacaliteraria) continuaremos juntos, então por aqui é até 2016 :)


Beijos e muita ressaca, de livros é claro.

AHHH, NA VIRADA DE ANO A RESSACA TÁ PERMITIDA HAHA

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

[LANÇAMENTO] SINOPSE, DATA E CAPA DO LIVRO "COROA CRUEL", UM CONTO DA SÉRIE "A RAINHA VERMELHA"

Boa noite gente, tudo bem? 

A Editora Seguinte liberou hoje a capa do livro "Coroa Cruel", escrito por Victoria Aveyard,um conto da série "A rainha vermelha". Nesse livro conhecemos um pouco mais sobre duas mulheres fortes com total importância na sequência da história, sendo uma prateada e outra vermelha. 


A capa está maravilhosa, seguindo a sequência do primeiro livro:








SINOPSE
Duas mulheres — uma vermelha e uma prateada — contam sua história e revelam seus segredos. Em Canção da Rainha, você terá acesso ao diário da nobre prateada Coriane Jacos, que se torna a primeira esposa do rei Tiberias VI e dá à luz o príncipe herdeiro, Cal — tudo isso enquanto luta para sobreviver em meio às intrigas da corte. Já em Cicatrizes de Aço, você terá uma visão de dentro da Guarda Escarlate a partir da perspectiva de Diana Farley, uma das líderes da rebelião vermelha, que tenta expandir o movimento para Norta — e acaba encontrando Mare Barrow pelo caminho. Esta edição traz, ainda, um mapa de Norta e um trecho exclusivo de ‘Espada de Vidro, o aguardado segundo volume da série A Rainha Vermelha.


Fiquei super ansiosa com essa notícia, mas quando eu comecei a ler a matéria meu coração saltitava esperando que fosse a sequência "Espada de vidro" e fiquei meio decepcionada. Mas logo essa decepção já passou e já comecei a contar os dias para o dia 11 de janeiro que também será o lançamento de P.S.: Ainda amo você para pegar essa belezinha em minhas mãos.

domingo, 20 de dezembro de 2015

[#BOOKTAG] ÁRVORE DE NATAL COM LIVROS - COMO FAZER?








O Natal está chegando e nada mais lindo do que capricharmos na decoração para fazer com que o espírito natalino não esteja presente só dentro de nós, mas também dentro de todos que vieram em nosso lar. sou adepta de decorações feitas por nós mesmos e que traduzam um pouco do que queremos para esse Natal, e também tragam uma reflexão de nossas atitudes no ano e o que podemos fazer para melhorá-las no ano seguinte, pois o principal significado desse dia festivo é a fé e a esperança que o menino Jesus nos trouxe ao nascer.

Fui desafiada no instagram na #BookTag #XmasBook para que fazermos uma árvore de Natal com livros, vou deixar aqui agora como fiz e as dificuldades que encontrei:
(Já peço desculpas pela qualidade da sequência de fotos, pois como estava super animada, não fotografei, apenas filmei no snap e agora tirei print para postar aqui haha)


ÁRVORE DE NATAL FEITA APROXIMADAMENTE COM 190 LIVROS:

  • 1° PASSO: você deve escolher o local desejado e o tamanho da circunferência que sua árvore terá. Eu coloquei dois tapetes no chão, o primeiro (rosa) coloquei apenas para não sujar meus livros e o segundo (cru) foi o tamanho que escolhi para montar a árvore.



  • 2° PASSO: você vai precisar separar os livros maiores dos menores, para colocar os maiores como a base e meio da árvore e os menores para formar o topo e finalizar.




  • 3° PASSO: você vai precisar montar a base da árvore e para isso coloque quantos livros achar necessário para fazer um grande círculo, eu utilizei 9 livros. Após isso empilhei 5 fileiras de livros, um em cima do outro, sem mudar o formato do círculo, apenas para dar sustentação à minha árvore.




  • 4° PASSO: agora precisaremos começar a dar o formato de árvore aos livros e para isso vamos fechar mais o círculo, o meu começou com 9 livros, então após a quinta fileira diminui para 8 livros no círculo, apertando e entrando mais para o meio da circunferência. Para dar sustentação à minha árvore fui fazendo duas fileiras com 8 livros e depois diminui para 2 fileiras de 7 livros e assim foi.

  • 5° PASSO: comecei a usar meus livros menores e a "entrar mais" com os livros, dando formato de árvores aos livros empilhados.



  • 6° PASSO: fiz a estrela da árvore com um porta treco, marca página e um enfeite natalino, pois queria fugir dessa construção tradicional em que a estrela precisa ser o enfeite principal, que vai no topo da árvore. 


  • 7° PASSO: os enfeites foram feitos com papel cortado e com pensamentos positivos para 2016 como se fossem as bolas que enfeitam árvores de Natal. Também fizemos isso como uma reflexão do que precisamos para sermos melhores e o que precisamos tirar de nossas vidas. Finalizamos dando um brilho à nossa árvore com as luzes natalinas, o famoso "pisca-pisca".

FACILIDADES

Sempre achei que essas árvores fossem praticamente impossíveis de serem feitas, mas percebi que com a medida certa de organização antes de começar a montá-la fica bem mais fácil. Como meus livros na estante ficam em ordem de tamanho e sempre junto com suas sequências, foi mais fácil separá-los para iniciar os trabalhos.

DIFICULDADES

Por incrível que pareça não surgiu nenhuma dificuldade ao montá-la, nem antes e nem depois do momento. Porém já sinto que terei muita dificuldade para guardar os livros, pois quis deixas as séries e ou autores um pouco separado, ou seja, irei me ferrar na hora de guardá-los na estante novamente.

E você, já montou a sua árvore?
Espero que as dicas de cima ajudem nisso, ainda dá tempo de usar seus livros para caprichar ainda mais na decoração dessa data que é tão especial para todos nós, independente da religião que seguimos.
Depois vocês nos marquem no Instragram (@nossaressaliteraria) para que possamos ver os trabalhos realizados.
Um beijo e um FELIZ NATAL a todos nós, que a alegria do nascimento do menino Jesus esteja na casa de cada um de vocês :)

[RESENHA] POR LUGARES INCRÍVEIS - JENNIFER NIVEN


ISBN-13: 9788565765572
ISBN-10: 8565765571
Ano: 2015 / Páginas: 336
Idioma: português 
Editora: Seguinte


"Aprendi que existem coisas boas no mundo, se você procurar por elas. Aprendi que nem todo mundo é uma decepção, incluindo eu mesmo, e que um salto a 383 metros de altura pode parecer mais alto que a torre do sino se você estiver ao lado da pessoa certa."

SINOPSE


 Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-lo.

RESENHA

Quando comprei esse livro não tinha a menor ideia do que falava, algumas próximas a mim o leram e me disseram que era ótimo, então eu fui preparada para um bom livro e durante a história o achei magnífico: simples e bonito, retratando dores pessoais com leveza e profundidade. Mas mesmo com todas as dicas que me deram, não estava preparada para ser arrebatada da forma que fui por esse livro, personagens, enredo, final e a nota da autora... Uma junção de coisas que me marcaram muito.

Os personagens principais, Finch e Violet, são sensacionais. Violet é aquele tipo de menina popular que vivia uma vida perfeita, mas após a perda da irmã e a constante culpa que sente por isso, acaba mudando radicalmente e tendo traumas que a acompanham há quase um ano, luta contra a revolta que sente do mundo, luta para entender os seus pais, luta para seguir em frente dia após dia e eu a admirei muito por isso. Finch já aquele personagem diferente de tudo o que já vimos, que é chamado de aberração na escola pela batalha diária que trava de si mesmo para não dormir pra sempre, não estourar, não enlouquecer, não esquecer. E ele é MUITO divertido, cada semana assumindo um novo Finch e atuando com esse novo personagem em tudo: roupas, pensamentos, histórias e sotaques... 

Quem os vê de fora, de forma superficial, não imagina o peso que ambos carregam nos ombros, não imaginam o que passa dentro do coração de cada um, então ao se encontrarem, após o início de um trabalho de geografia e depois de muita insistência de Finch eles começam a dividir esse peso um com o outro e você se pega apaixonada por esse casal improvável.

O final é totalmente arrebatador e triste, nos fazendo pensar na vida, refletir em como devemos trabalhar certas coisas dentro de nós mesmos, a importância da conversa, o real significado de uma família.

Eu já estava chorando horrores quando resolvi ler a nota da autora, ao final do livro, quando ela conta o motivo de ter escolhido escrever um livro desse tipo, com essa história e achei lindo a mensagem que ela nos deixa, achei linda a sua história de vida. Obviamente, comecei a chorar muito mais, já terminei essa leitura há alguns dias e somente hoje me sinto preparada psicologicamente para resenhar este livro, até tentei começar outro livro, porém ainda não consegui dar continuidade a minha nova leitura, sem pensar no Finch Inglês ou na Ultravioleta Markante.

"Olho pra ela longamente. Conheço a vida bem o suficiente para saber que não podemos acreditar que as coisas vão ser sempre iguais, não importa o quanto a gente queira. Não podemos impedir que as pessoas morram. Não podemos impedi-las de ir embora. Não podemos impedir nós mesmos de ir embora. Me conheço bem o suficiente para saber que ninguém consegue me manter acordado ou me impedir de dormir. Tenho que fazer isso sozinho. Mas cara, como gosto dessa garota"

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

[LANÇAMENTO] A (MAIS QUE ESPERADA) CONTINUAÇÃO DE COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ

Meus amores, estou tão feliz! Primeiro que o instagram (@nossaressacaliteraria) atingiu mais de 3 mil seguidores e isso é a realização de um sonho. Sinceramente nunca imaginei que isso fosse acontecer, já que a página é diferente, sem sorteios, sem parcerias etc, mas com muitas amizades e colaborações. Não é segredo pra ninguém que era fã de vários igs antes de ter o meu e hoje poder conversar com essas meninas sobre gostos literários, compartilhar tags e indicar um bom livro é maravilhoso!

E o segundo motivo dessa enorme felicidade é que a Intrínseca (que pelo visto vai lacrar mais ainda em 2016) publicou que o lançamento do livro "Depois de você" sequência do (maravilhoso) livro "Como eu era antes de você" será em fevereiro de 2016.

A editora nos mostrou a capa e o que motivou a linda da Jojo Moyes a continuar a história de Lou:


“Desde o dia em que Como eu era antes de você foi publicado as pessoas me mandam e-mails e mensagens nas redes sociais para falar sobre os personagens, especialmente sobre Lou, me perguntando o que ela fez após o fim da história. Essas questões e o trabalho no roteiro do filme fizeram com que ela nunca saísse da minha cabeça como outros personagens saem, e me vi fazendo a mesma pergunta: o que ela teria feito em seguida? Louisa passou por algo grandioso, e deixei o final em aberto. Um dia acordei com uma ideia e então soube que tinha que escrever a continuação”.

No livro, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga a voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.
Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

Devo confessar que não gostei da capa, é melhor que a do primeiro livro, mas acho que ambas dão a primeira impressão de se tratar de um romance bobinho, água com açúcar e todos que já leram sabem que esse enredo está muito longe de ser superficial. 
O lançamento será no dia 15 de fevereiro, ou seja, vamos começar  a contar os dias desde já. O ano de 2016 já começa com grandes novidades literárias e tenho certeza que será excelente para os fanáticos por leitura!

domingo, 13 de dezembro de 2015

[BOOK HAUL] A LOUCA DA BLACK FRIDAY - COMPRINHAS DO MÊS



Vim aqui compartilhar com vocês, meus queridos seguidores, um pouco de um momento de insanidade mental que tive durante uma das madrugadas de novembro. A última sexta-feira do mês "11" é marcada pela Black Friday, muitas vezes as promoções não são tão vantajosas e devemos pesquisar MUITO para saber se estamos lucrando ou não com esse dia.

Como vivo pesquisando os preços dos livros, mesmo quando não tenho a intenção de comprá-los, estou sempre por dentro das promoções literárias e comprei nessa black friday, APENAS promoções de FRIDAY MESMO e não promoções que estão sempre nos sites de compras da internet.

Comprei 24 livros e gastei 258,90. Fiz os pedidos no submarino e também no site da americanas. Vou explicar cada pedido e o que mais gostei nesses livros.

SUBMARINO

  • Box Harry Potter: 7 livros (Harry Potter e a pedra filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkabam, Harry Potter e o Cálice de fogo, Harry Potter e a Origem da fênix, Harry Potter e o Enigma do Príncipe e Harry Potter e as Relíquias da Morte) - J. K. Rowling: esse box é sensacional de tão lindo, com certeza foi a aquisição mais linda da minha estante, os 7 livros juntos e na ordem correta formam Hogwarts e as capas dos livros não ficam pra trás também, são maravilhosas com ilustrações tão lindas e páginas trabalhadas. O box em si é daqueles resistentes e eu fiquei muito feliz, já que não tinha nenhum desse tipo ainda, todos os meus box eram daqueles tipos que com o tempo ficam horríveis. Por mais incrível que pareça só li o primeiro livro do bruxinho, depois de muita insistência de uma amiga que chegou até me presentear com ele, agora irei ler a sequência, já maravilhada por toda essa beleza que a editora Rocco nos proporcionou.
  • Para sempre Alice - Lisa Genova:  comprei esse livro após ler muitos elogios sobre ele no Skoob, parece ser uma drama lindo que me renderá várias lágrimas, e eu amo isso.
  • O que me faz pular - Naoki Higashida: capa linda com os seguintes dizeres "palavras de um menino que rompem as barreiras do autismo". Quem me conhece sabe o quanto esse assunto me intriga e o quanto gosto de pesquisar sobre ele, ou seja, tenho certeza que irei amar esse livro.
  • Garota interrompida - Susanna Kaysen: acho que esse é o tipo de livro que nem precisamos explicar o motivo da compra, né?! Não assisti ao filme e pretendo fazê-lo assim que terminar a leitura, dizem que o livro é demais e que a Angelina arrasou no seu papel, não atoa ganhou uma estatueta do Oscar com esse drama psicológico.
  • O sal da vida - Françoise Héritier: bom, devo confessar que não sabia muito sobre esse livro ao comprar, apenas que estava  R$ 07,00. Mas após ele chegar comecei a amá-lo, fala sobre o que faz a vida valer a pena, com um toque de bom humor e boas lições.
  • Passarinho - Cystal Chan: Sabe quando você esta doente por um livro? Não de forma literal, mas daquele jeito que só consegue pensar nele? Então, estava assim com esse drama familiar, ainda mais depois que a Ju, uma das donas de um instagram que amo (@mylifeisabookaholic) começou a postá-lo no snap. Iria comprá-lo mesmo que não estivesse em promoção, mas graças aos anjos do céu, estava por R$ 8,00.
AMERICANAS
  • Box Clássicos Zatar: 4 livros (Peter Pan - J. M. Barrie, O mágico de Oz - L. Frank Baum, Alice - Lewis Carroll, Contos de Fadas de Perrault, Grimm, Andersen e outros): esse box é completamente maravilhoso e encantador, todo de capa dura e que brilha no escuro. O comprei por ser fã dessas histórias e, principalmente, por ter a certeza que meus alunos vão amar.
  • As crônicas das irmãs bruxas: 3 livros (Enfeitiçadas, Amaldiçoadas e Predestinadas) - Jessica Spotswood: pausa dramática para dizer que estou tão apaixonada por essas três capas que não consigo escrever sobre os livros. Obrigada! De nada!
  • Não Pare - FML Pepper: comprei apenas o primeiro livro dessa autora brasileira que vem fazendo muito sucesso em nosso país, dizem que esse livro é ótimo e estou louca para conferir se a informação é verídica ou não.
  • Trilogia Slammed: 3 livros (Métrica, Pausa e Essa garota) - Colleen Hoover: sempre vi os leitores falando tão bem desse livro e dessa autora que já é a segunda compra seguida em que adiciono os seus livros em meu carrinho. Suas capas são sempre lindas e os comentários positivos estão aumentando cada vez mais.
  • Os delírios de consumo de Beck Bloom - Sophie Kinsella: gente, sou apaixonada por Becky Bloom, na verdade tive o azar de assistir ao filme primeiro, já que não sabia que era uma adaptação literários nos cinemas, mas eu AMEI a história, amei Becky Bloom e suas trapalhadas.
Bom gente, essas foram as minhas compras de novembro e como comprei na Black Friday, geralmente o site fica congestionado e as entregas acabam demorando um pouco mais... Não foi o que aconteceu esse ano, super recomendo esses dois nessas épocas de caos em compras. Comprei um presente para um "Amigo Secreto Literário" no site do extra e até agora a minha amiga não recebeu os livros, na verdade até agora não emitiram a nota fiscal, ou seja, vai demorar muito tempo para entregar, coitada da minha amiga :/

Deixo aqui então o minha compra linda de novembro e pronto que só comprarei mais livros até terminar de ler os de outubro e todos esses 24 HAUHAUHA
Prometo também que vou me esforçar muito para cumprir essas promessas!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

[LIVRO X FILME] TRILOGIA JOGOS VORAZES



As adaptações cinematográficas dos nossos livros sempre aconteceram e agora estão cada vez mais na moda, existem alguns filmes que foram inspirados por livros que muitas vezes nós nem sabemos. 
Mas, atualmente, alguns filmes têm se destacado e agradado o público, aumentando o número de fãs de seus livros.
Sempre vejo isso de forma positva, pois acredito que o que importa, realmente, é disseminar o gosto pela literatura, então se as pessoas começam a ler esses livros por terem gostado do filme, acho que é muito mais do que apenas positivo.
É mais difícil para os leitores, para os fãs que conhecem o livro decor e salteado chegar nos cinemas e ver que o diretor deu aquela "mudadinha" na história. Devemos pensar que cada pessoa acaba interpretando e imaginando a história do seu jeito, então é justo que o diretor do filme também faça parte dessas pessoas que acabaram desejando que tal parte do livro fosse um pouco diferente do que foi escrito pelo autor (só que eles possuem o poder de mudar de acordo com a sua interpretação e nós não, que bad hauha).

Então, como fã assumida que sou, fui assistir ao filme "Jogos Vorazes: a esperança - o final", para ver nos cinemas o desfecho da minha distopia favorita. 




Chorei, amei, vibrei, torci, gritei, esperneei, chorei de novo, ri, senti, sofri e chorei mais uma vez...
Mas fiquei meio estranha, me sentindo meio esquisita após ver tantas críticas na internet. Então vamos lá, vou colocar aqui todas as minhas opiniões sobre o livro "A esperança" e sobre a sua adaptação para as telinhas.

PRIMEIRO DE TUDO: esse livro é aquele livro que merece uma releitura. Na primeira vez que você lê a raiva por tantas perdas importantes te domina e você acaba ficando em um misto de contentamento pelo final da trilogia e de ódio por tantas mortes que acabam com você.

SEGUNDO: o livro é em sua maioria pensamentos de Katniss, tiro, porrada, bomba e morte, então fica meio complicado traduzir todos esses pensamentos no filme, não é mesmo? Toda a ação e sofrimento também...

TERCEIRO: após ter relido esse livro apenas umas 238274643 vezes, realmente acredito que o filme FOI SIM fiel ao livro. Faltou sentimento e dor em algumas partes importantes? SIM. Mas também faltou ação em outras... Tentaram traduzir o livro da forma mais exata em sua adaptação e nem sempre isso agrada à todos.
Duas partes do filme me desagradaram e uma me irritou demais, logo no final na última cena em que  mãe da Katniss (uma das poucas personagens sem nome da literatura) aparece, pois acredito que ela tenha mudado o sentido do que lemos na distopia. 
Na parte final em que todos falam que deveria ter sido triste, eu concordo, porém entendo que muitas coisas ainda precisavam acontecer. Acredito que a cena com o gato Buttercup tenha suprido esse pequeno deslize do diretor.
Esperava um pouco (mentira, esperava muito mais) da última cena do "Real or not real?", afinal é melhor frase literária do meu mundinho distópico.
O epílogo do livro e fiinal do filme é emocionante e TOTALMENTE fiel ao livro! Chorei no balde de pipoca enorme que comprei com a Katniss atirando em seu arco e flecha, chegou até a transbordar.

Em suma, eu amei o filme, é ÓBVIO que o livro é diferente e muito melhor, sempre. Porém acho que essa adaptação foi digna da melhor trilogia distópica de todos os tempos.



quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

[LANÇAMENTO] DATA, CAPA E TRECHO DO LIVRO "P.S.: AINDA AMO VOCÊ" SÃO LIBERADOS!

Ainda estou apaixonada por essa novidade: Intrínseca liberou no snapchat a capa do livro "P.S.: Ainda amo você", a capa é a mesma da publicada originalmente nos Estados Unidos e é maravilhosa, assim como a do livro anterior.




 Além da capa linda a editora também liberou um trecho maravilhoso do livro, o novo contrato de Lara Jean e Peter Kavinsky.
O esperado lançamento da sequência de "Para todos os garotos que já amei será no dia 11 de janeiro e eu sei que havia prometido que só compraria livros depois que lesse os novos 24 livros que comprei na Black Friday, mas vou quebrar a promessa por Lara Jean, é óbvio hahah. 
Quem (eu) já esta ansiosa?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

[#BOOKTAG] RETROSPECTIVA LITERÁRIA 2015 ♥

Fui marcada em um desafio do Instagram na Tag #RetrospectivaLiteraria2015 e resolvi postar aqui, explicando um pouco mais, sobre as minhas melhores e piores surpresas literárias nesse ano.


- MELHOR CASAL ♥




O primeiro desafio foi escolher o melhor casal e obviamente escolhi Day e June, pelos motivos mais óbvios: eles são demais, a trilogia é demais, Marie Lu é demais e a forma linda e cheia de esperança com que ela encerra a distopia é pra lá de maravilhosa!

Também escolho esses dois que além de casal, são uma dupla em combate, pois nessa trilogia vemos poucos momentos de romance, mas também vemos um amor forte, capaz de passar pelas barreiras mais difíceis. Vemos um casal que se ama e mesmo com toda a guerra ao redor, toda a dor de suas perdas e todo o sofrimento que causaram um ao outro continuam tentando ficar junto, dando forças ao companheiro.

Outra coisa que me chama atenção nos dois é o crescimento de ambos os personagens durante toda a distopia, principalmente de June, que amadurece ao passar dos livros e começa a enxergar a República e as Colônias com a mesma inteligência de sempre, porém com novos olhos.

- MELHOR PROTAGONISTA MASCULINO  




JACE, JACE, SEMPRE JACE!



Li em janeiro de 2015 e em duas semanas havia lido toda a série, pois me apaixonei por ela e, principalmente, pelo Jace. Forte, corajoso, lindo, bondoso, justo, lindo etc etc etc etc.

Me apaixonei por ele desde o primeiro livro, desde a primeira vez que ele aparece naquela boate e esse amor foi crescendo com cada um dos seus livros.
Sofri, chorei, esperneei, ri, torci e a cada emoção que tinha meu amor e admiração por ele só aumentava, acho lindo a forma como ele é justo, mas principalmente como faz de tudo por Clary, como o amor que os envolve é forte e capaz de mudar o mundo dos caçadores de sombras.


- MELHOR PROTAGONISTA FEMININO 





O que dizer de Lara Jean? Me apaixonei e me identifiquei com ela, com suas inseguranças, medos e trapalhadas... 


Mesmo já tendo lido mais de 200 livros em minha vida (pois é, tenho esse pequeno vício há muito tempo) nunca havia achado uma personagem que se parecesse comigo e Lara Jean sou eu, completamente eu, em tu-do!


Não a escolhi como melhor protagonista feminina somente por ela se parecer comigo, mas também por ser aquela personagem que mesmo só fazendo cagadas, mesmo se metendo nas maiores enrascadas é aquela menina doce e meiga que não consegue deixar de amar as pessoas e o mundo ao seu redor, aquela pessoa que por mais que tenha doído perdoa facilmente e já começa a planejar um novo futuro para esses problemas.

Lara Jean (sim, eu adoro escrever e falar o seu nome) foi uma das minhas maiores e mais divertidas surpresas de 2015, não escondo de ninguém minha paixão por esse livro, por Lara Jean (de novo porque sim) e por todos os seus personagens.




Em breve irei postar mais trechos dessa retrospectiva, fica aqui a dica de ótimas leituras  (ou não) para esse final de ano e para 2016.
Um beijo com muita ressaca, de livros, é claro! :)

domingo, 29 de novembro de 2015

[#BOOKTAG] JOGOS VORAZES E TODO O AMOR DO MEU CORAÇÃO


Fui marcada no instagram na #TagJogosVorazes e vou responder aqui com todo o amor que possuo as perguntas sobre esses livros que dominam o meu coração. O que mais me motivou a participar dessa tag foi a oportunidade de mostrar às pessoas o que essa trilogia representa, a forma como essa distopia mudou a vida de seus leitores, então as perguntas e as respostas estão logo abaixo
---
1. Peeta ou Gale?
Não é que não goste do Gale, não é isso. Acho que ele merece ter um final bem feliz, porém é IMPOSSÍVEL não amar Peeta, é impossível não se comover com aquele coração enorme e abnegado, que se preocupa mais com a felicidade da mulher que ama do que com a sua.
---
2. Estilo da Effie ou do Cinna?
Com certeza o do Cinna, né?! E nem é só comparando-o a Effie, acho o estilista um dos caras mais estilosos da literatura.
---
3. Ser  avox ou ser picado por uma teleguiada?
Pergunta difícil haha eu que sou uma matraca ambulante teria muito dificuldade em não conseguir expressar meus sentimentos e idéias pela fala, porém também imagino como deve ser horrível não saber mais quem se ama ou que te ama após ser picado por um teleguiada... Mas mesmo assim, ainda prefiro a segunda opção haha
---
4. Se juntar aos carreiristas ou correr para as montanhas?
Tipo Maze Runner agora, correr ou morrer haha
---
5. Ser o símbolo da revolução ou ser escravo da capital?
Com certeza ser o símbolo da revolução, mesmo sabendo que eu jamais conseguiria fazer isso haha
---
6. Qual o seu livro preferido da trilogia?
Difícil ter uma resposta, amo todos, mas acredito que "A esperança" pela conclusao épica da Collins.
---
7. Quanto tempo você duraria nos Jogos Vorazes?
Poucos minutos, com certeza haha
---
8. Qual distrito você moraria?
No 4, com certeza, pois amo água, peixe, mar e o Finnick haha
---
9. Atirar flechas ou facas?
Acho lindo atirar flechas, mas acho que não seria boa em nenhuma dessas opções, estou mais para fazer camuflagem como o Peeta haha
---
10. Momento mais emotivo do livro/filme para você?
Poderia escolher tantas partes, pois o que nao falta na trilogia é luta, emoção e quotes lindos,
Poderia escolher o momento em que Prim é sorteada e Katniss vai aos Jogos Vorazes como voluntária no lugar da irmã, a morte da pequena Rue, quando Peeta vira voluntário para ir ao massacre quaternário ao lado da amada, a morte de Cinna, quando Katniss é perseguida na arena pelos gaios tagarelas , quando Peeta abre a mão da suafelicidade mostrando a Katniss que ela precisa sair com vida daquela arena, porém ela percebe que realmente o ama e que ficaria destruída caso o filho do padeiro morresse, a depressão que abate Katniss no distrito 13, a volta de Peeta da capital completamente transtornado após ser telessequestrado, todas as cenas envolvendo Finnick no livro "A esperança" (depressão, casamento, segredos, sua última batalha), a última e mais devastadora perda de Katniss... Mas escolho o último capítulo do livro "A esperança" e o epílogo. Com certeza, o trecho com Buttercup é demais pro meu coração :(
---
11. Qual o personagem mais parecido com você?
Peeta, com certeza. Pelo menos é esse nível de bondade que tento alcançar diariamente na vida!

"- Porque não quero que você se esqueça de como as nossas circunstâncias são diferentes. Se você morrer, e eu continuar vivo, acaba a vida pra mim no Distrito 12. Você é toda a minha vida - diz ele. - Eu nunca mais seria feliz. - Começo a me opor, mas ele coloca um dedo nos meus lábios. - Para você a coisa é diferente. Não estou dizendo que não seria difícil. Mas existem outras pessoas que fazem com que a sua vida valha a pena ser vivida."

domingo, 8 de novembro de 2015

[RESENHA] A RAINHA VERMELHA - VICTORIA AVEYARD


SBN-13: 9788565765695
ISBN-10: 8565765695
Ano: 2015 / Páginas: 424
Idioma: português 
Editora: Seguinte


"Nos contos de fadas, a garota pobre sorri ao se tornar princesa. No momento, não sei se voltarei a sorrir algum dia."

SINOPSE

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.




RESENHA

O Romance distópico de Victoria Aveyard nos mostra um pouco do mundo de Mare, uma vermelha em um país dividido entre prateados, pessoas especiais, com poderes e riquezas, e vermelhos, pobres, humilhados, sofridos e que são obrigados a ir para campos de concentração. A garota vive com seus pais e sua irmã Gisa e sempre foi uma rebelde, nunca concordou com a forma do governo e com o sofrimento do seu povo, com a demonstração dos poderes dos prateados e com a forma que os poderosos humilhavam os meros mortais de sangue.

Mare está preparada para ir à guerra, porém sua vida muda drasticamente e ela acaba se tornando uma das empregadas do palácio real. Em uma batalha épica onde os prateados mostram seus poderes e se desafiam entre si, ela acaba descobrindo que assim como eles, também possui poderes correndo em seu sangue vermelho. Para que a população não fique sabendo desse escândalo o rei a rainha transformam Mare Barrow em uma prateada perdida e na princesa da nação, o que pode lhe trazer problemas, amores, segredos, mentiras, lágrimas e a salvação do povo vermelho.

Eu AMEI o livro e o coloquei na minha lista de preferidos do ano. Esse lançamento já chegou e se tornou um dos mais vendidos do ano e já ganhou adaptação para o cinema e não é para menos: uma história envolvente e cheia de reviravoltas. E aquele final? Como sobreviver após ele?
Amo livro em primeira pessoa, amo distopia e amo livros que falam sobre poderes, ou seja, "A rainha vermelha" realmente conquistou meu coração. Agora espero, ansiosamente, o lançamento da sua continuação em nosso país.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

[LANÇAMENTO] "P.S. I STILL LOVE YOU" NO BRASIL!

SEGUREM TODOS OS FORNINHOS!
A Editora Intrínseca revelou que o lançamento da sequência de "Para todos os garotos que já amei" será no primeiro semestre de 2016.
Ai, ai, ai, haja coração para aguentar a ansiedade e a espera para saber como Lara Jean irá resolver o último problema em que se meteu, se irá ou não ficar com Peter e o que irá acontecer com a vaca da Gen.

Então vejam a capa do livro (não se sabe se será a mesma capa no Brasil) e a sinopse, já traduzida, do segundo livro da trilogia:


"Lara Jean não esperava se apaixonar de verdade por Peter. Eles estavam apenas fingindo. Até que não estavam mais. E agora Lara Jean precisa aprender o que é estar um relacionamento de verdade e não apenas um de mentirinha. Mas quando outro garoto do seu passado retorna para a sua vida, os sentimentos de Lara Jean por ele logo voltam também. Uma garota pode estar apaixonada por dois garotos ao mesmo tempo? Nessa charmosa sequência de To All The Boys I've Loved Before, Lara Jean esta prestes à descobrir que se apaixonar é a parte mais fácil."

terça-feira, 3 de novembro de 2015

[RESENHA] PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI - JENNY HAN

ISBN-13: 9788580577266
ISBN-10: 8580577268
Ano: 2015 / Páginas: 320
Idioma: português 
Editora: Intrínseca


"Talvez tenha sido por isso que você me beijou. Para ter controle mental sobre mim, para me fazer ver você desse jeito. Funcionou. Seu truquezinho funcionou. A partir daquele dia, eu passei a enxergar você. De perto, seu rosto não era exatamente bonito, mas angelical. Quantos garotos angelicais você já viu? Para mim, só havia um. Você. Acho que tem muito a ver com os seus cílios. Você tem cílios bem longos. Injustamente longos." 

SINOPSE


Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.


Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.



RESENHA

O livro é em primeira pessoa, na visão de Lara Jean, uma das três irmãs Song, a irmã do meio. Uma menina sonhadora, tagarela e romântica que ao se apaixonar, pelos motivos mais variados possíveis, por alguém, escreve uma carta afim de esquecê-los. Essas cartas não são entregues, são guardadas em uma caixa que ganhou de sua falecida mãe e assim ela segue a sua vida, sempre escrevendo e fazendo scrapbooks. Amando, escrevendo e esquecendo.

A família é composta pelo pai, as três irmãs - Margot, Lara e Kitty - e por Josh, o namorado de Margot. Quem administra casa, cuida do pai, define os trabalhos de todos e faz com que tudo verdadeiramente aconteça na casa é a sua irmã mais velha, Margot, que agora irá se mudar para a Escócia para fazer faculdade. Lara Jean já está sofrendo com a ausência da irmã e também com o fato de que agora ela será a nova administradora do lar. Antes de ir embora Gogo deixa várias instruções as duas irmãs de como fazer o trabalho que ela fazia e termina seu namoro perfeito com o cara perfeito.

Além de ter que lidar com os problemas de administrar o lar e seus medos, ela também se sente no dever de dar um apoio a Josh, porém enquanto tudo isso acontece, suas cartas são entregues, misteriosamente, aos destinatários e o ex-namorado de sua irmã é um deles. Agora cabe a Lara Jean ser a irmã mais velha e se portar como Margot faria para resolver esse problema, porém pode ser que esse problema se torne ainda maior e com graves consequências. 


GENTE, O QUE DIZER DESSE LIVRO?
Fazia tempo que não encontrava uma leitura que me emocionasse e me divertisse tanto quanto esse livro. Estava toda saltitante andando pela Saraiva afim de encontrar um bom livro para presentar uma amiga, eis que me deparo com esse, já era meu desejo lê-lo, então comprei um pra ela e um para mim, para que pudéssemos ler juntas. 
E foi aí que começou a minha história de amor por essa história, me identiquei muito com Lara Jean, seus pensamentos e fala rápida, a forma como não consegue manter a boca fechado, seu gosto pela culinária, sua vontade de ser uma boa irmã mais velha, seu amor pela família, o fato de ter medo de dirigir sozinha, não ser boa em gravar caminhos e o seu medo de se entregar, pois quem me conhece sabe o quanto eu prefiro, assim como Lara Jean, me esconder de muitas pessoas. Tenho as que amo em meu coração, tenho amigos, família e pessoas que me conquistaram, mas tenho uma dificuldade enorme em fazer amizade com novas pessoas.

Amei o livro, amei a escrita da Jenny, amei Lara Jean e os outros personagens, amei Josh, mas depois amei ainda mais o Peter, só não amei o fato de a sequência desse livro ainda não ter chego ao Brasil. Poxa, Intrínseca nos dê a alegria de lança-lo logo e de fazer a mesma coisa com o último livro da trilogia. Por favooooooooooor :)

"- Você só gosta de caras com quem não tem chances, porque tem medo. Do que você tem tanto medo?- Não tenho medo de nada.- Até parece. Você prefere criar uma versão idealizada de alguém na sua mente a ficar com a pessoa."