domingo, 23 de agosto de 2015

[RESENHA] FEITA DE FUMAÇA E OSSO - LAINI TAYLOR


ISBN-13: 9788580572483
ISBN-10: 8580572487
Ano: 2012 / Páginas: 384
Idioma: português 
Editora: Intrínseca



SINOPSE


"Um romance de tirar o fôlego, sobre destino, esperança e a busca de si mesmo" The New York Times.
Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.



RESENHA


Um começo ruim, para um final muito bom!

O livro começa a nos encantar pela capa que já parece ser muito bonita por foto, mas em mãos é ainda mais, tendo um aspecto brilhante encantador!

Laini Taylor vem em "Feita de fumaça e osso" mostrando Karou, criada por Brimstone, uma garota aprendiz do demônio que mal sabe direito quem é, não se lembra de nada, apenas de Brimstone e dos 4 quimeras com quem foi criada na loja de barganhas do demônio; e Akiva, o serafim que vem à Terra fazendo marcas de mão com fogo nos portais que Karou e outras pessoas usam para conseguir ter acesso a loja, Taylor vem trazendo a ideia do "demônio que se apaixona pelo anjo e isso não acaba nada bem", mas o começo do livro é muito enrolado e meio maçante, como se o tempo todo você tivesse que se impactar com o cabelo azul de Karou, suas inúmeras tatuagens, seu desejos, seus desenhos e blá blá blá, o livro demora para ficar interessante. Apenas na chegada de Akiva começa a ficar melhor.

Deixando bem claro que começar a ficar melhor não quer dizer que o livro ficou bom!

Quando o lindo serafim começa a marcar os portais com a mão pensei que finalmente o livro seria mais claro e com mais respostas, mas isso ainda não acontece...
E é somente depois do encontro de Karou e Akiva que as coisas finalmente melhoram (e sim, agora ficam boas hauhauhau)

O final do livro é esclarecedor e ótimo, você passa o livro todo entendendo a vingança de Akiva quando de repente, PÁ, é outra coisa e a vingança dele é ainda maior, mas ele se vingou das pessoas erradas e o livro termina com uma promessa de dor, sangue, ódio e ainda mais vingança. DIAS DE SANGUE E ESTRELAS.

Será que existe outro caminho para Karou e Akiva que não seja isso? Vingança?

Nenhum comentário:

Postar um comentário