segunda-feira, 17 de agosto de 2015

[RESENHA] NÃO SE APEGA, NÃO - ISABELA FREITAS


"Desapego não é desamor"

ISBN-13: 9788580575330
ISBN-10: 8580575338
Ano: 2014 / Páginas: 256
Idioma: português 
Editora: Intrínseca


SINOPSE


Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.

Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.


RESENHA

É engraçado ler livros que tentam nos ensinar coisas que já deveriam estar dentro de nós, sentimentos que todos deveriam ter, autoestima para seguir em frente sem preocupações (claro, a preocupação sendo apenas e exclusivamente com a sua linda pessoinha)...

É essa sensação que este livro me deu: uma missão quase impossível, pois a maioria das pessoas não tem isso dentro de si (me incluo nessa maioria).

Acho que esse livro recebeu muitas críticas negativas por alguns motivos:

1) Por se tratar de uma autora brasileira: é triste, mas ainda existe gente assim.

2) Alta expectativa: pessoal, acorda. Não é livro que vai cair no ENEM 2015, não. É livro adolescente, leve, descontraído e engraçado. Não leiam esperando que ela seja o novo Machado de Assis e a culpa nem é da Isabela Freitas, a culpa é de quem não percebe logo no prólogo isso!

A história da vida-de-conto-de-fadas-da-Isabela é bobinha e engraçada e em diversos momentos nos pegamos rindo das bobagens que a personagem comete. Acho que falta desapego na autora, que ela fala de coisas e missões que a própria não faz. Porém, me digam, quem tem esse desapego? HAHA (ainda estou procurando e se alguém achar, me avisem, quero dar um prêmio)

O melhor do livro, sem sombra de dúvidas é o Pedro. Cara, o que falar? Como não tenho um melhor amigo lindo, galinha e tentador desse jeito? (Estão vendo? Eu já estava perdida HAHA)

Gostei do livro, gostei da narrativa também. Dei três estrelinhas no Skoob porque não esperava que fosse mais do que isso mesmo haha (a capa é linda e as páginas também, ponto pra Intrínseca que sempre faz livros lindos, pelo amor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário