quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

[RESENHA] A NAMORADA DO MEU AMIGO - GRACIELA MAYRINK


ISBN-13: 9788581635637
ISBN-10: 8581635636
Ano: 2014 / Páginas: 336
Idioma: português 
Editora: Novas Páginas



"Os momentos de decisão são importantes em nossa vida, mas nem sempre significam algo bom ou fácil."

SINOPSE


Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você?



Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu.

Mas não adianta forçar... Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!


RESENHA

Eu AMO esse tema clichê de se apaixonar pelo seu melhor amigo (a) ou se apaixonar pelo namorado (a) dela, AMO filmes que falam sobre isso, sou o tipo de pessoa que procura esse tipo de filme e tenho bastante experiência nesse assunto e quando vi esse livro pensei: PRECISO LER!

Bom, ganhei esse livro num amigo secreto literário e após ler duas resenhas sobre ele no Skoob o coloquei em minha lista de desejados e fiquei saltitando de felicidade ao ganhá-lo, mantive altas expectativas sobre ele desde o início e acabei me decepcionando.

O prólogo do livro mostra Carlos Eduardo, Cadu, falando sobre os seus 12 anos e sobre a sua odiada vizinha, Juju, uma menina mais nova que tenta fazer parte do seu grupo "Os três mosqueteiros", que irá se mudar de cidade e finalmente deixar ele e seus amigos, Beto e Caveira, em paz. No primeiro capítulos temos Cadu voltando à Rio das Pitangas após passar as férias com a mãe em Florianópolis e descobrindo que a Juliana voltou a morar nos seu bairro e agora namora o Beto. Ao reencontrar a moça e seus amigos em um barzinho ele se apaixona a primeira vista por ela.

Isso acontece no capítulo 2, na página 23 para ser mais exata e aí entramos em um lenga-lenga sem fim de eu amo a Juliana, ai a Juju é a mulher da minha vida, não posso viver sem a Juliana, não consigo esquece-la mas será que ele tentou?, vou lutar pelo seu amor, não vou lutar, ele é meu melhor amigo, eu amo o Beto, estou com ciúmes, não consigo parar de pensar na Juliana etc.

Acredito que como mostra essa paixão a primeira vista logo no início a história além de cansativa, se torna difícil de nos fazer torcer por alguém. Acho que deveria passar um pouco mais dos três amigos e até mesmo da Juliana antes disso acontecer.  O livro fica basicamente nisso e acaba ficando bem massante, mas lá pela página 180 acontecem algumas coisas que a torna mais engraçada.

Outra coisa que me decepcionou muito foi o fato de em muitos momentos os personagens da histórias serem extremamente machistas com comentários do tipo "A Rosângela, uma garota fácil, de uma noite apenas, não aquela para levar a sério.", sim, esse é um trecho do livro. Será que em pleno 2016 ainda temos pessoas que pensam assim? Tudo bem, existem homens machistas e ridículos dessa forma, mas esse não é o tipo de comportamento que devemos incentivar, né?! 

Cadu é um personagem morno, Juju é uma garota sem graça, Beto é um machista que pode tudo enquanto suas irmãs não podem nada, Caveira é engraçado e dá uma leveza ao livro com seus comentários indiscretos e Alice é uma personagem linda, inteligente e que sabe o que quer, ela salvou o livro, adorei a menina!

Cabe saber agora se Cadu irá abrir mão da sua amizade de anos com Beto pelo amor que sente por Juju e também se a menina corresponderá a essa amor.

A leitura foi rápida, em vários momentos cansativa, porém engraçada em alguns também. Gostei por ser uma autora brasileira e já começar o ano com um livro nacional, pois acredito que temos vários ótimos autores em nosso país que precisam ser lidos e divulgados.

Me decepcionei com o livro sim, porém não foi de todo ruim, alguns momentos foram engraçados. É um livro indicado para quando você está naquela ressaca literária incrível e precisa de algo leve para ler.


Um comentário:

  1. Geralmente nesses livros, o personagem que nem tem muita importância salva kkk nesse caso, a Alice (não li o livro, mas pela resenha deu pra perceber isso haha)

    ResponderExcluir