domingo, 10 de abril de 2016

[RESENHA] SEM VOCÊ NÃO É VERÃO - JENNY HAN

(Leia a resenha do primeiro livro da trilogia "O Verão que mudou minha vida" clicando AQUI)


ISBN-13: 9788501094933
ISBN-10: 8501094935
Ano: 2013 / Páginas: 304
Idioma: português 
Editora: Galera Record



"Pude sentir minhas entranhas se encolherem. Meus joelhos também. Sentei no chão, encostada na parede, precisando que ela me sustentasse. Achei que sabia como era a dor do coração partido. Achei que eu, sozinha na formatura, estava de coração partido. Aquilo não foi nada. Isso sim é um coração partido. A agonia no peito, a dor no fundo dos olhos. A consciência de que as coisas nunca mais serão como antes."


SINOPSE 

No ano passado, todos os sonhos de Belly se tornaram realidade e o pensamento de um verão sem a praia de Cousins ​​era inconcebível. Mas, como a ascensão e queda da maré do oceano, as coisas podem mudar - desse mesmo jeito. De repente, o tempo que ela sempre esperava é o que ela mais teme agora. E quando Jeremiah liga para dizer que Conrad desapareceu, Belly deve decidir como ela vai passar este verão: perseguindo o rapaz que ela ama, ou, finalmente, deixá-lo ir.


RESENHA

É o primeiro verão de  Belly fora da casa de verão e ela esta destroçada e muitos são os motivos que à esse sentimento: a morte de Susannah, o término de seu curto e intenso relacionamento com Conrad e a forma como o garoto está sem comportando, cada vez mais perturbado e estranho.

Nesse livro, assim como no anterior temos passagens no tempo, com capítulos no presente e no passado. Em "Sem você não é verão" somos surpreendidos com capítulos de Jeremiah, também no presente e no passado, nos mostrando como ele se apaixonou por Belly e como está apaixonado até hoje.

Conrad por sua vez deveria estar na faculdade, mas some. Some do nada. Belly e Jeremiah estão desesperados e resolvem ir a sua procura.

Será que essa viagem é o certo a se fazer? Será que vale a pena se preocupar com quem tanto de machucou? Será que ela irá ajudar a superar a perda de Susannah ou só irá trazer mais dor?

Isso vocês só irão descobrir lendo e eu digo: é impossível não se render a graciosidade presente na escrita de Jenny Han. Esse livro foi totalmente diferente dos livros anteriores que li da autora, esse foi triste, acabei chorando demais. Ao mesmo tempo que era triste, foi emocionante e fiel a característica principal da autora: personagens bem desenvolvidos.

É impossível não se apaixonar por eles. É impossível se decidir por quem torcer no último livro. É impossível saber qual irmão você ama mais...

Na verdade estou torcendo para que o fim de qualquer um dos dois seja comigo hahaha

"Eu o odiava mais que tudo. Eu o amava mais do que tudo. Porque ele era tudo. E eu odiava por isso também."

2 comentários:

  1. Oi Carol, tudo bem, linda?
    Adorei a sua resenha. Já tinha lido a resenha do livro anterior e fiquei bastante interessada em adquirir a trilogia, com essa resenha agora o sentimento só se confirmou.

    Parabéns, querida! ^^

    ResponderExcluir
  2. Olá Carol,

    Estou apaixonada pela escrita da Jenny Han, e estou louca para ler esses outros livros. Só li Para todos os garotos que já amei, mas já percebi que todos os livros dela estão bem recomendados.

    Parabéns pela resenha! =)

    http://www.booksimpressions.com.br/

    ResponderExcluir