terça-feira, 12 de julho de 2016

[RESENHA] FANGIRL - RAINBOW ROWELL


SBN-13: 9788542803686
ISBN-10: 854280368X
Ano: 2014 / Páginas: 424
Idioma: português 
Editora: Novo Século

"Eu vou continuar a tomar decisões erradas e fazer coisas estranhas que eu nem sequer percebo que são estranhas. As pessoas vão ter pena de mim e eu nunca vou ter um relacionamento normal - e isso vai ser sempre porque eu nunca tive uma mãe. Sempre. Esse é o pior tipo de machucado. Um tipo de estrago do qual você nunca se recupera. E eu espero que ela se sinta terrível. Espero que ela nunca perdoe a si mesma."



SINOPSE

Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme.
Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real.
Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto.
Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências.
Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?



RESENHA

Cath é viciada em Simon Snow, mas não é apenas um vício. Ela é simplesmente a fã número 1 da saga e escritora da Fanfic mais famosa de Simon e Baz. Escrevendo ao lado de sua irmã a fanfic "Vá em frente" arrasta uma legião de seguidores.

Mas chegou a hora de ir para a faculdade e sua irmã gêmea Wren não quer ficar no mesmo quarto que ela e nem saber mais de Simon Snow. Começa um nova vida, com novos amigos e com uma nova rotina, o que para Cath, além de uma enorme traição é também desesperador, pois a garota se vê tendo que iniciar a vida real sozinha.

A garota vai se fechando ainda mais em sua bolha de boas notas e fanfic. Mas as aulas de escrita de ficção, sua colega de quarto mal humorada Reagan e o namorado sorridente dela, Levi, vão tentar ajudar Cath com pequenos atos, mas podendo até fazer com que a garota enfrente a sua vida com novos olhos.

Em "Fangirl" somos apresentados a Cath e todos os seus problemas de socialização. Vemos uma garota introspectiva, tímida, paranoica em alguns momentos e com MUITO medo do novo. A gente vê toda a dificuldade que a garota encontra para seguir, mas ela acaba não se esforçando tanto no início, aí entra Levi mostrando a ela tantas coisas novas e nos apaixonado com todo o seu bom humor e paciência.

O livro tinha tudo para me fazer AMAR e FAVORITAR ETERNAMENTE, porém não fiz isso devido aos enormes trechos de "Fanfic". Eu entendo que eles foram importantes para o crescimento de Cath e para a sua aproximação com as pessoas, mas que eu achei bem chatos.

O que mais me marcou foi a forma como isso foi passado, como problemas familiares antigos podem interferir na vida de uma pessoa mesmo em sua fase adulta. Muitas vezes me vi em Cath, talvez não tão paranoica, mas amedrontada, extremamente família, do tipo que coloca a felicidade deles em primeiro lugar sempre.

Rainbow Rowell tem aquele dom de nos fazer rir e chorar no mesmo parágrafo e é obvio que isso aconteceu comigo em "Fangirl". A escrita leve e descontraída foi me cativando aos poucos e da mesma forma abordando assuntos difíceis, porém com sensibilidade.

NOTA DADA NO SKOOB:  (4/5)

Um comentário:

  1. Olá, olha vou ser sincera. Até a história é interessante, mas não me conquistou. Faltou aquele tchan sabe, que rola quando a gente encontra um livro e ele fala com a gente?
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir