quarta-feira, 28 de setembro de 2016

[RESENHA] CORTE DE NÉVOA E FÚRIA - SARAH J. MAAS



(Para ler a resenha do primeiro livro "Corte de espinhos e rosas" clique AQUI)


"- Você mandou aquela música para minha cela. Por quê? 
A voz de Rhysand estava rouca. 
- Porque você estava se partindo. E eu não pude encontrar outra forma de salvá-la."




SINOPSE

O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.


RESENHA

Sabe quando eu dizia que "Corte de espinhos e rosas" era ótimo? Então, não sei como, mas a Sarah J. Maas escreveu um segundo ANOS LUZ melhor do que o primeiro <3

Feyre sobreviveu ao acontecido Sob a Montanha, porém não é mais humana, agora é uma féerica com sangue nas mãos, culpa na consciência e muita dor no coração por todas as coisas que teve que fazer para salvar Tamlin e seu povo das garras de Amarantha.

Então de volta a Corte Primaveril e com o ser poder de volta, Tamlin, está, digamos, bem diferente. Feyre sente dor, sente culpa o tempo todo, ainda mais por não conseguir se abrir com Tam, ainda mais por o único assunto dos dois ser o futuro casamento de ambos.

Enquanto Tamlin se mostra mais sombrio e estranho a cada dia, Rhys e a Corte Outonal surge, e a garota percebe que grandes inimigos, povos desconhecidos, pode ser a única saída para essa nova Feyre: féerica, mais forte do que imagina, quebradora de maldição... A única saída dela e de todos o povo humano, já que um mal muito pior do que Amarantha está por vir.

GENTE, QUE LIVRO É ESSE? SEM OR!

É difícil falar dele sem suspirar, sem morrer de amores, ódio, suspirar de novo, de novo e de novo. Sarah construiu um livro muito melhor do que o primeiro (que já era ótimo), cheio de reviravoltas, cheio de novidades e o melhor: tudo é bem encaixadinho, não fica um fio solto nessa história, É TUDO EXPLICADO!

E Rhys? Precisa de um parágrafo só pra ele, é lógico, PERSONAGEM DO ANO DE 2016! As reviravoltas nos mostram um novo Rhys, um novo vilão, um novo coração, o meu novo amor, o meu futuro marido, PRECISO CASAR COM ESSE HOMEM E COM ESSA ENVERGADURA!

Enfim, LEAIM Corte pra ontem, são quase 700 páginas, mas que passam, sinceramente, num piscar de olhos e que os transformaram na melhor fantasia de 2016, para mim! <3

NOTA DADA NO SKOOB: ★ (5/5)+ E FAVORITADO FAVORITADO FAVORITADO

Nenhum comentário:

Postar um comentário