segunda-feira, 31 de outubro de 2016

[RESENHA] O GAROTO DO CACHECOL VERMELHO - ANA BEATRIZ BRANDÃO


ISBN-13: 9788576865353
ISBN-10: 8576865351
Ano: 2016 / Páginas: 294
Idioma: português
Editora: Verus

"Daniel tinha esse poder sobre as pessoas. Ele era como um farol no meio da noite escura, um ponto de luz que você tem que seguir se quiser sobreviver. Eu tinha que admitir: estava começando a me sentir atraída por esse farol."


SINOPSE

Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance

Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.


RESENHA

Melissa é uma universitária rica e mimada que só se importa com o balé, balada, dinheiro e com o fato de se achar melhor do que os outros. Seus dias, basicamente, se resumem em: em estudar, encher o saco de geral, ensaiar para a apresentação de balé mais importante de sua vida e ficar bêbada.

Daniel estudava na mesma faculdade que Mel, mas podemos dizer que eles são totalmente opostos, ele se importa com as pessoas, é solidário, altruísta... Tudo que Melissa não é! Mas não é que no fim os opostos se atraem?!

Ele esta disposto a mostrar a bailarina revoltada que a vida não é só balada e dinheiro. Será que vale a pena descobrir se a vida realmente pode trazer a felicidade que Daniel promete?

"O garoto do cachecol vermelho" já chegou em minha estante com altas expectativas e elas não foram atendidas completamente, acabei me decepcionando em alguns momentos. 

No início achei a Mel tão chata e superficial, depois acabei me pretendo em alguns pontos da história que estavam equivocados (por exemplo, uma bailarina que quer ser uma das melhores do mundo ensaiar apenas 3 horas por dia e viver bêbada), no meio já achava que a história tinha um excesso em seus personagens (chatos demais, bonzinho demais) para impactar os leitores, mas no final chorei como bebê.

O livro traz uma linda mensagem de mudança, de olhar para o próximo, de amor e valorizar o que realmente importa na vida. Os equívocos na história e a própria Mel colaboraram para que a história não rolasse muito comigo. No fim eu gostei do livro, o final foi emocionante e devastador, mas do restante do livro não...

Ana Bia é uma escritora nova e já visivelmente talentosa que ainda tem muito a crescer. Tenho certeza que ela irá melhorar cada vez mais, bora ficar de olho nessa anjinha e nos próximos livros dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário