segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

[RESENHA] GAROTA DESAPARECIDA - SOPHIE MCZENZIE




ISBN-13: 9788576864172
ISBN-10: 8576864177
Ano: 2016 / Páginas: 238
Idioma: português
Editora: Verus


"Como alguém pode definir quem é se não sabe de onde veio? E eu não tenho a menor ideia de onde eu vim." 



SINOPSE

Lauren mora na Inglaterra e sempre soube que é adotada. Mas, quando uma breve pesquisa sobre o seu passado revela a possibilidade de ela ter sido roubada de uma família americana ainda bebê, a vida de Lauren de repente parece uma fraude. O que ela pode fazer para tentar encontrar os pais biológicos? E seus pais adotivos terão sido os responsáveis por sequestrá-la? Lauren convence sua família a fazer uma viagem para o outro lado do Atlântico e, lá chegando, foge para tentar descobrir a verdade. Mas as circunstâncias de seu desaparecimento são sombrias, e os sequestradores de Lauren ainda estão à solta — e dispostos a qualquer coisa para mantê-la calada.


RESENHA

Lauren precisa fazer uma redação de volta as aulas com o tema "Quem sou eu" além de estar cansada desses temas  que fazemos em todo retorno na escola vem a grande questão da vida da garota: ela realmente não sabe quem é, sabe que é adotada, mas a mãe adotiva se recusa a dar qualquer informação sobre a sua infância, para conseguir finalizar a sua redação ela resolve fazer uma pesquisa na internet para tentar descobrir a sua origem. Já dizia a minha mãe "Quem procura, acha!" e Lauren descobre que pode ter sido roubada de sua família americana.

Quem são seus pais adotivos? Como ela pode ter sido roubada? Como encontrar seus verdadeiros pais?

Assim, como uma boa adolescente estereotipada que só pensa no seu lindo umbigo, ela e seu amigo Jam armam um plano: viajar com a família de Lauren para os Estados Unidos, fugirem e buscarem pela verdade de sua vida. Mas será que essa busca pode mostrar quem ela realmente é ou apenas colocar mais dúvidas e perigos em sua vida?

É difícil conseguir engatar uma leitura quando eu encontro uma protagonista como Lauren: que só pensa em si própria. Diversas vezes durante a leitura tinha vontade de entrar no livro, dar uns chacoalhões na garota e dizer: meninaa, se situa na vida, pelo amor de Deus. Mas não, eu não o fiz e não, ela não se situou.

Sabe quando uma história tem tudo pra ser, tem uma premissa tão importante e que deveria ser tão envolvente, quando uma história promete muito suspensa, descobrimento e aventuras? Então, pra mim "Garota Desaparecida" só prometeu. Não sei se fui com muita expectativa e me decepcionei ou se foi o fato da autora querer falar de tudo e não falar nada que me decepcionou.

Lado positivo: foi uma leitura rápida e que, mesmo com não gostando de alguns pontos, me deixou curiosa para descobrir o final. O desfecho foi bom, ok, mas não foi um plot twist que fez com que eu morresse de amor. Quis muito gostar desse livro, porém, infelizmente, não foi pra mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário