segunda-feira, 29 de maio de 2017

[RESENHA] INSTRUMENTAL - JAMES RHODES


ISBN-13: 9788567861180
ISBN-10: 8567861187
Ano: 2017 / Páginas: 288
Idioma: português 
Editora: Rádio Londres


"Eu me odeio, sou elétrico demais, com frequência digo o que não deve ser dito, coço minha bunda nas horas menos adequadas (e depois cheiro o dedo), não consigo me olhar no espelho sem querer morrer. Sou um palerma, vaidoso, obsessivo comigo mesmo, superficial, narcisista, manipulador, degenerado, chantagista, chorão, carente, autoindulgente, perverso, frio, autodestrutivo."



SINOPSE

“Fui estuprado quando era criança. Ao longo de cinco anos, tive sexo com um homem três vezes maior do que eu e trinta ou quarenta anos mais velho, contra a minha vontade, de maneira dolorosa, secreta, perversa, dezenas e dezenas de vezes [...] Mas o fato incontestável é que a música salvou literalmente a minha vida e, acredito, a vida de muitas outras pessoas. Ela provê companhia quando não se tem ninguém, compreensão quando se está confuso, consolo onde há aflição e uma energia pura e não contaminada onde há um vazio de devastação e fadiga.”


RESENHA

James Rhodes vem nos contar a história de sua vida em "Instrumental". Ele foi estuprado aos 6 anos de idade, foi internado em um hospital psiquiátrico, foi viciado em drogas e alcoólatra, tentou se matar 5 vezes, mas vem nos falar como sua vida mudou após conhecer Bach e a música clássica.

O que mais me impressionou nesse livro foi a escrita do autor, uma escrita honesta e que tira sarro de si mesmo, como vocês podem ter percebido no quote que coloquei propositalmente, pois, por incrível que pareça, é uma escrita engraçada e que te faz rir ao decorrer da leitura. Ao mesmo tempo que me impactava com uma história densa, me fazia rir com o humor ácido.


Vocês já podem perceber o quanto esse livro é forte apenas de ver a história que nos é contada por James Rhodes, um história real, uma historia chocante, uma história emocionante e uma história inspiradora.


Só posso agradecer a editora @radiolondreseditores pela oportunidade de conhecer essa obra, uma obra que me tirou da minha zona de conforto literária e que me mostrou que mesmo quando você acha que tudo está perdido, mesmo quando você está perdido, você encontrará razões para se apaixonar pela vida novamente e ver que, sim, ela pode ser tão maravilhosa que valerá a pena ser vivida.


Um comentário:

  1. Eu estou em 40% de Instrumental e também me pego rindo com o humor acido de Rhodes. Ele é muito honesto com as coisas que conta, joga limpo o tempo todo e impacta o leitor com a sinceridade. Estou amando o livro, gostei de sua resenha!

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir