terça-feira, 9 de janeiro de 2018

[RESENHA] MINHA LADY JANE



"A vida é curta. 
E então você morre."

ISBN-13: 9788582354537
ISBN-10: 8582354533
Ano: 2017 / Páginas: 368
Idioma: português
Editora: Gutenberg




SINOPSE

Toda história tem sempre duas versões…

Inglaterra, século XVI, dinastia Tudor. O jovem Rei Eduardo VI está à beira da morte e o destino do país é incerto. Para evitar que o poder caia em mãos erradas (leia-se: nas mãos de Maria Sangrenta), Eduardo é persuadido por seu conselheiro a nomear Lady Jane Grey, sua prima e melhor amiga, como a legítima sucessora

Aos 16 anos, Jane está em um relacionamento muito sério com seus livros até ser surpreendida pela trágica notícia de que terá de se casar com um completo estranho que (ninguém lembrou de contar para ela) tem um talento muito especial: a habilidade de se transformar em cavalo. E, pior ainda, descobre que está prestes a se tornar a nova Rainha da Inglaterra!

Arrastada para o centro de um conflito político, Jane suspeita de que sua coroação na verdade esconde um grande plano conspiratório para usurpar o trono. Agora, ela precisa definitivamente manter a cabeça no lugar se… bem, se não quiser literalmente perder a cabeça.

Um rei relutante, uma rainha-relâmpago ainda mais relutante e um nobre (e) garanhão puro-sangue que não se conformam com o destino que lhes foi reservado; uma história apaixonante, envolvente, cativante, sedutora… e mais uma porção de sinônimos que só Lady Jane seria capaz de listar. Tudo com uma leve semelhança com os fatos históricos.

…afinal, às vezes a História precisa de uma mãozinha.




RESENHA

A Inglaterra é dividida em humanos normais e os edianos, pessoas que conseguem se transformar em animais. Jane precisa se casar, mas não imagina que seu marido, Gifford Dudley, filho do conselheiro real e que gosta de ser chamado por Gê, na verdade é um cavalo, que muda de forma a cada nascer do sol. O casamento dos dois foi arranjado pelo rei adolescente e doente, Eduardo Tudor. Ainda na lua de mel Jane se torna rainha, após darem o rei Eduardo como morto e então percebe que na verdade tudo não passou de uma trama de mentiras e arranjos que pode terminar muito mal já que Maria Sangrenta, irmã de Eduardo e que deveria ser a sucessora do trono, não a aceita como rainha, não aceita os edianos e está com tanto ódio que pode até arrancar a sua cabeça.


O livro "Minha Lady Jane" conta a história de Jane Grey, a conhecida rainha dos 9 dias, que após governar por esse curtíssimo tempo foi decaptada com apenas 16 anos. Porém quem espera que a história seja contada da forma que aconteceu ou com pequenas modificações, já tire o seu cavalinho da chuva, essa história é recontada da forma mais fantasiosa que você pode imaginar e carregada de humor.


Eu sempre amei a matéria de História e vê-la assim tão modificada foi algo que me deixou numa situação conflitante, pois ao mesmo tempo que me divertia em alguns momentos da narrativa fantasiosa, também a achei exagerada em vários pontos e me incomodei com a intromissão constante do narrador na história. Concordo com minha amiga @chrisakie que achou bom ver uma fantasia nos divertindo em um momento histórico tão triste como a história de Jane Grey, mas acho que a narrativa poderia ter sido melhor trabalhada, deixando um pouco de lado o humor em alguns momentos, para não parecer uma fanfic de uma história real. 


Enalteço o trabalho de pesquisa das autoras Cynthia HandBrodi Ashton e Jodi Meadows, pois tiveram que pesquisar muito para mudar tantos fatos. Esperava algo totalmente diferente e mais emocionante quando vi a assinatura de Hand na obra, apesar de achar que alguns detalhes poderiam melhorar a obra, tenho certeza que o humor nela presente irá conquistar muitos leitores.


NOTA: 2,5/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário