terça-feira, 9 de janeiro de 2018

[RESENHA] SIMPLESMENTE O PARAÍSO - JULIA QUINN




SINOPSE

Honoria Smythe-Smith é parte do famoso quarteto musical Smythe-Smith, embora não se engane e saiba que o dito quarteto carece sequer do menor sentido musical e tem esperanças postas que esta seja a última vez que se submeta a semelhante humilhação. Esta será sua temporada e com um pouco de sorte conseguirá um marido.
Durante um jantar, põe seus olhos em Gregory Bridgerton, um dos mais jovens da família Bridgerton. Sabe que não está apaixonada, mas ele parece uma opção mais que válida.
Marcus Holroyd é o melhor amigo do irmão de Honoria, Daniel, que vive exilado na Italia. Ele prometeu olhar por ela e leva suas responsabilidades muito seriamente. Odeia Londres e durante toda a temporada, permaneceu vigilante e intermediou quando acreditava que o pretendente não era o adequado.
Honoria e Marcus compartilham uma amizade, pouco atípica, fruto dos anos que se conhecem e que o torna parte da família.
Entretanto, um desafortunado acidente faz que ambos repensem sua relação e encontrem a maneira de confrontar o que surge entre eles, se tiverem coragem suficiente



RESENHA


O quarteto musical Smythe-Smith esta cada vez mais famoso em Londres, não por motivos de talentos, na verdade a fama vem totalmente do contrário. Honoria Smythe-Smith faz parte do quarteto com suas irmãs, mas sempre admirou e tentou seguir seu irmão, Daniel, que ao lado de seu amigo, Marcus, sempre fez de tudo para despistar a irmã caçula.
Marcus sempre foi solitário... Até encontrar Daniel e assim descobre que pode ficar mais perto da família do seu melhor amigo do que de seu pai, que mal o conhece, apenas o cobra para que seja um excelente herdeiro do nome da família.
Honoria está desesperada para se casar e assim se livrar do temível quarteto musical das solteiras da família, assim vê em Gregory Bridgerton um potencial futuro marido. Porém Marcus fará de tudo para que isso não acontece, afinal, prometeu ao melhor amigo que cuidaria dela, então não pode deixar que ninguém se apaixone por ela, precisa de defendê-la de todos os aproveitadores e libertinos. Mas como a protegerá do sentimento que começa a nutrir por ela?

"Simplesmente o paraíso" é o primeiro livro do "Quarteto Smythe-Smith" e após ter lido todos os livros da primeira série da autora "Os Bridgertons" e ser extremamente apaixonada por todos, é impossível não sentir que falta Julia Quinn nesse livro, faltou um romance mais forte entre o casal, mais envolvente, como em todos os outros escritos por Diva Quinn anteriormente.
Esse livro seria uma boa iniciação à autora se não fosse uma continuação de sua primeira série, ao lê-lo você pode obter spoilers dos livros anteriores, então preferiria que fosse uma iniciação, assim não estaria com essa sensação de estar faltando algo.
É uma obra leve, leitura rápida, com seus momentos engraçados, tenho certeza que esse quarteto musical do desastre ainda me arrancará mais risadas, a leitura serviu para matar as saudades de uma das minhas autoras favoritas do gênero, mas deixou um forte gostinho de quero mais, estou torcendo muito para que seja saciada nos próximos livros da série.

Nota: 3,5 🌟

Nenhum comentário:

Postar um comentário